domingo, 13 de janeiro de 2008, posted by Ao Sabor da Poesia at 20:11

Ah! Esta paixão que me consome

Peço que nos teus braços me tome

Enleando-me num abraço apertado

Sentindo meu coração apaixonado



Esperando por um carinho teu

Que o tempo a muito teceu

Ah! Esta paixão que me consome

Fazendo meu corpo sentir fome



Deste teu corpo que é só meu

Que um dia quase morreu

Enfebrecido por tanto ardor

Deste imenso e puro amor

Ah! Esta paixão que me consome

 
1 Comments:


At 3 de maio de 2009 18:44, Blogger gilvan jose ananias

Eu amo mas não sou amado,mas procuro o amor para ser amado,pode ate ser dificil mas não é impucivel por isto não dezisto nunca ate descobrir o verdadeiro amor